VIVO e sua fatídica campanha a bordo de uma aeronave

Campanha da Vivo para promoção do produto "Vivo Tudo" com Felipão e João Côrtes.

Em meio ao mistério que cerca o desaparecimento do Boeing 777-200, que no dia 8 de março de 2014 partiu com 239 pessoas a bordo de Kuala Lumpur na Malásia com destino a Pequim China e vem causando comoção mundial, reunindo esforços de equipes de busca de 25 países (entre eles: China, Vietnã, Estados Unidos, Tailândia, Austrália, Cingapura, Indonésia e Filipinas), a empresa VIVO lança sua mais nova campanha: “HORA MAIS TRISTE”, com o técnico da seleção de Futebol Brasileira Felipão e o garoto propaganda “Ruivo”.

O roteiro mostra os dois sentados lado a lado em uma aeronave. Escutam o clássico aviso para que os celulares sejam desligados. Aí vem a “justificativa” para a claquete “Hora mais triste”, que é, de acordo com “Ruivo”, quando fica sem poder efetuar ligação, utilizar a Internet e enviar SMS. Para o técnico, quando os outros passageiros não tem mais como se entreter e aí começam a dar “pitacos” na escalação da seleção.

Voltando ao caso do Boeing, foi noticiado por várias reportagens ao redor do mundo que celulares de passageiros continuavam a tocar após o sumiço da aeronave – o que, infelizmente, não significa – de acordo com o especialista em redes Jeff Kagan (em reportagem do Gizmodo Brasil [1]) – que o aparelho esteja funcionando, que de fato estivesse tocando e que fosse possível saber sua localização exata.

A campanha da agência Y & R – que contou com direção de cena de Fernando Meirelles e Quico Meirelles, trará ainda mais um filme VT 30″, que também se passará em um avião, com o igualmente fatídico título “FILEIRA 13 [2]”.


Analisando possíveis aspectos para a produção dos filmes, como o cachê de Felipão (que não foi divulgado), locação de equipamentos, mão de obra, tempo gasto no processo de brainstorming, ambientação, reserva de espaço na mídia televisiva (que sabe-se – não é nada barato – ainda mais sendo veiculado no horário nobre da Rede Globo), cachê de figurantes, entre outros, entende-se que seria um tanto complicado e dispendioso simplesmente não veicular a propaganda, embora a não veiculação de tal material não necessariamente estivesse descartada, já que a primeira exibição ocorreu dia 14 de março e estima-se que a empresa teria tempo de buscar uma outra alternativa – quem sabe até prestando solidariedade aos desaparecidos.

Em uma Copa do Mundo que – devido aos protestos iniciados em junho de 2013 [3]– e que ainda encontra uma grande parte da população resistente (cerca de 40%, de acordo com pesquisa Datafolha [4]) preocupando brasileiros e estrangeiros, não existiria uma HORA MAIS TRISTE para tal campanha ser lançada.


[1] http://gizmodo.uol.com.br/por-que-os-celulares-de-passageiros-do-misterioso-voo-que-sumiu-continuam-tocando/
[2] http://www.expressomt.com.br/economia-agronegocio/felipao-vira-garoto-propaganda-de-mais-uma-marca-agora-da-vivo-96673.html
[3] http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/03/1424305-protestos-de-junho-de-2013-sao-marco-final-da-redemocratizacao-diz-filosofo.shtml
[4] http://noticias.r7.com/brasil/cerca-de-40-dos-brasileiros-sao-contra-a-copa-no-brasil-aponta-pesquisa-24022014

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...