A publicidade provocativa do SBT

Propaganda do SBT parabenizando a Rede Globo pelos seus 50 anos em 2015.
No último mês a emissora mais importante do país completou meio século de existência, e receber as felicitações por uma de suas concorrentes gerou um grande buzz na mídia. Publicar uma peça em homenagem aos 50 anos da Globo mostrou mais uma vez a marca da emissora de Silvio Santos: a originalidade.

Em 1989, o SBT misturava provocação e deboche nas eleições (clique aqui para conferir o anúncio).

A emissora da Anhanguera parecia não se preocupar com o 2º lugar, ser vice-líder de audiência sempre deu orgulho. Foi assim também com a promoção do sucesso Carrossel, alfinetando a novela“O Dono do Mundo” que não ia bem na Globo (clique aqui para conferir o anúncio).

O tempo passou, muita coisa mudou e em 2000 o SBT se vê envolvido numa nova polêmica. O tom provocativo não partiu dele, mas da diretoria do Vasco. A Globo por obrigação de contrato exibe a final do campeonato promovendo sua principal concorrente, estampada nas camisas dos jogadores. (link)

Em 2014 a emissora provoca outros concorrentes. Em certa ocasião, Silvio Santos recomenda o Netflix. A Record por sua vez pega carona nesta história, e afirma que o programa favorito do dono do baú é a série Breaking Bad. Não deu outra, foi polêmica de novo.

Propaganda da Netflix pegando carona na recomendação do Sílvio Santos ao serviço.

Provocativa e sem medo de ser feliz, a emissora do patrão segue com seu jeito escrachado de se promover. Muitas vezes orquestrado pelo próprio Silvio Santos que como ninguém, sabe se comunicar com o mercado.

Artigo de Augusto Fagundes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...