Olha quem está falando

Artigo que apresenta interessantes campanhas publicitárias que usaram narrativas em primeira pessoa

É evidente um movimento nas propagandas se utilizando da narração em primeira pessoa.

Na propaganda da Ford (Ecosport), quem dá voz e aos poucos vai se apresentando é a “mãe natureza”, reforçando assim o espírito de aventura e liberdade que a marca oferece. (1)

Outra montadora que seguiu este conceito foi a Honda. Em seu vídeo, é o “vento” quem narra a peça, se apresentando como companheiro do condutor da nova CG 160. (2)

Já a Unilever inseriu a mensagem de “preservação ambiental” com o sofrimento de uma “velha árvore”, ao narrar sua luta pela sobrevivência. (3)

Mas ainda não acabou. Para mostrar os valores de desenvolvimento que o Nescau proporciona, a Nestlé trouxe para as telas um vídeo conduzido pelo “esporte”.


Utilizar uma narração em primeira pessoa reforça a proximidade/intimidade da marca com seu público. Na peça não existe intermediário, é o produto conversando com o consumidor.

Foi isso que a Volkswagen fez no passado com a despedida da Kombi. Um comercial marcante e que nos remetia às memórias com o veículo.


Ao trabalhar com a emoção, a marca mostra empatia com o público. E a mensagem que antes soaria agressiva por se tratar de venda, se torna mais humana e sensível.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...