Dez Propagandas Históricas Machistas

Seleção de propagandas antigas com teor machista.
O machismo na publicidade ecoou aos quatro cantos do mundo ao longo da história. Antigamente, os papéis na sociedade eram diretos: homem vai trabalhar, mulher cuida da casa. Produtos eram feitos e anunciados especificamente para as mulheres, neste caso, utensílios domésticos saíam na frente.

Quando produtos eram voltados para os homens, era nítida uma desvalorização da imagem feminina. Os produtos eram variados: bebidas, roupas masculinas e até armas. 

Abaixo, temos uma seleção de dez anúncios que apontam o machismo na publicidade, principalmente em décadas passadas:


Propagandas Históricas Machistas - Cigarrilhas Tipalet
Cigarrilhas Tipalet
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)

“Assopre a fumaça na cara e ela vai acompanhar você em qualquer lugar”. Nos dias atuais, o anúncio das cigarrilhas Tipalet seria considerado não só incorreto como de mau gosto. Veiculado em novembro de 1969 nos Estados Unidos.





Propagandas Históricas Machistas - Gravatas Van Heusen
Gravatas Van Heusen
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)

"Mostre para ela que o mundo é dos homens" - parece que nos anos 50, os argumentos machistas eram mais toleráveis. O anúncio das gravatas Van Heusen era o exemplo claro de como a mulher deveria ser submissa ao homem. Imagine a polêmica se este anúncio fosse veiculado nos dias atuais.





Propagandas Históricas Machistas - Casa das Cuecas
Casa das Cuecas (Dia dos Namorados)
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)

“Dê para o seu namorado. Não deixe de dar para ele: temos mais de 500 artigos diferentes com etiquetas famosas e preços apaixonantes. Casa das Cuecas”. Com duplo sentido totalmente descarado, a rede paulista Casa das Cuecas promovia os seus produtos para o Dia dos Namorados. Um apelo ousado e ao mesmo tempo divertido.


Propagandas Históricas Machistas - Calças Dracon
Calças Dracon
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)

“É bom ter uma mulher perto de casa”. Indiscutível a polêmica formada neste anúncio de calças em uma revista americana nos anos 60. Além do título ousado, a imagem traduz como a mulher era vista pelo anunciante.






Propagandas Históricas Machistas - Cerveja Schlitz
Cerveja Schlitz
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)


Na imagem, uma dona de casa triste e seu marido a consola: "Não se preocupe, querida, você não queimou a cerveja".  Além de expor a mulher em um lugar doméstico, ela coloca o marido com a preocupação exclusiva da cerveja. 



Propagandas Históricas Machistas - Dormeyer - Artigos para o Lar
Dormeyer - Artigos para o Lar
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)


Encontramos na década de 50 um curioso anúncio da Dormeyer (indústria americana de artigos para o lar). Nele, um recado claro para as ESPOSAS: "Olhem esta propaganda com carinho. Circule os produtos que vocês quer para o Natal. Mostre para o seu marido. Se ele não for à loja imediatamente, chore um pouco. Não chore muito. Um pouco. Ele irá, ele irá". Logo após as imagens com os produtos, um recado para os maridos dizendo para eles comprarem os produtos da propaganda antes que sua mulher escolha algum e comece a chorar.


Propagandas Históricas Machistas - Congelador Prosdócimo
Congelador Prosdócimo - Mulher & Feijoada
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)

Em um tom machista, muitas empresas de eletrodomésticos usaram as donas de casas e as empregadas domésticas para ilustrarem campanhas publicitárias. Com a força de venda de refrigeradores, começaram a surgir o hábito de congelar as refeições. Com este argumento a Prosdócimo apresentou este anúncio, na década de 70.


Propagandas Históricas Machistas - Uísque Royal Label Extra
Royal Label Extra
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)


Nesta propaganda, a marca de uísque Royal Label Extra elenca os objetos que “250 homens de experiência” puderam escolher para fazer uma propaganda da bebida. Entre um cachimbo Dunhill, uma pistola de duelo e uma garrafa do uísque, está “uma linda morena”. No final da propaganda, eles garantem: dentre os “250 homens de experiência”, “não houve aquele que deixasse Royal Label Extra para terceiro lugar”. Esse anúncio parece ser o tataravó das propagandas de cerveja com mulheres na praia.



Propagandas Históricas Machistas - Camisas Van Heusen
Camisas Van Heusen
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)


Sabemos o quanto a publicidade de décadas passadas abusava com a imagem da mulher submissa, principalmente para vender produtos masculinos. Temos um exemplo onde usam a linguagem feminina para representar o homem da sua vida: "É ousado", "É audacioso", "É o visual mais ousado em camisa". O assustador é ver uma imagem da mulher apanhando do marido na primeira foto, sendo beijada calorosamente na segunda e na última, encantada por usar uma camisa Van Heusen. Polêmica.


Propagandas Históricas Machistas - Eletrodomésticos Epel
Eletrodomésticos Epel
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)


Hoje, o anúncio da Epel poderia ser considerado ofensivo pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, por sugerir que o trabalho doméstico é obrigação exclusivamente feminina. “Assim, a vida é melhor. Aparelhos elétricos de real utilidade para conforto das donas de casa”.





Propagandas Históricas Machistas - Tomorrow's Lestoil
Tomorrow's Lestoil
(clique na imagem ao lado para ver a propaganda)


Desta vez, apresentamos o limpador Tomorrow's Lestoil que brinca com uma imagem futurista e um título machista: "A mulher do futuro fará da Lua um lugar limpo para se viver". Será que naquela época o público endurecia diante esses anúncios. Nem precisamos falar o quanto polêmico seria se este anúncio fosse veiculado nos dias de hoje.