A polêmica “nova” marca dos Correios

Depois de investir uma nota na criação de sua nova marca, uma surpresa para os Correios: a marca já existia. 
Sim, a “nova” marca da empresa na verdade já foi lançada em 2012 pela Polimix Distribuidora, desenvolvida pela Life Brand. (¹)

O que mais intriga não é o gasto exorbitante sobre o projeto (R$390 mil), mas como conseguiram “plagiar” o logo de uma empresa do mesmo ramo. Uma simples busca no Google, talvez evitasse todo o mal-estar.

Cada qual com sua mea-culpa, as empresas se pronunciaram.
A Life Brand comentou que por ser uma marca muito genérica – duas setas – não pensa em acionar a Justiça neste caso. E os Correios por sua vez, alegaram que as setas já estavam presentes em sua identidade anterior, o que não causa problema.

Nessa nova versão, a marca revitalizada dos Correios traz duas setas, uma azul e outra amarela (cores tradicionais da instituição). As setas representam o destinatário e o remetente, fazendo alusão à duas mãos ou dois celulares. 
Celulares? Pois é, o Ministério das Comunicações liberou a empresa para prestar serviços de telecomunicações como operadora de telefonia celular, e até o final deste ano teremos os Correios com mais este serviço.

Comparação da marca da Polimix Distribuidora e a marca dos Correios.

No passado, a concorrente Fedex – que também traz uma seta “subliminar” entre as letras E e X – se viu envolvida na polêmica de plágio. (²
Uma campanha criada pela DM9 no Brasil serviu de inspiração para a ARAMEX (distribuidora) do Qatar.

Campanha da Aramex, acometida de plágio pelo FedEx.

Campanha original da FedEx.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...